40 Anos do Dodge Charger 1971

No ano passado, dediquei algumas linhas para alguns modelos que se tornaram quarentões. O ano de 1970 marcou o ponto mais alto da era dos motores excessivamente potentes. Já 1971 dava os primeiros sinais que a curva de potência era descendente, o que não tira o brilho de um carro bem icônico, que ganharia uma nova carroceria naquele ano, o celebrado Dodge Charger .

Enquanto outras montadoras reduziam de forma mais acentuada a cavalaria de seus carros, a Chrysler resistiu o quanto pode. As ultrajantes opções de motor, como o 426 Hemi, manteve seus 425 hp, já os 440 e 440 Six Pack, perderam 5 hp, mantendo ainda respeitáveis 370 e 385 hp, respectivamente.

O Dodge Charger ganhou uma carroceria totalmente nova, perdendo 5 centímetros de entre-eixos. As opções de acabamento iam do mais simples SE ao todo poderoso R/T. Esta última, com grafismos bem chamativos,  faixas e capô pretos e uma gama de cores bem berrantes e chamativas.

Os modelos equipados com o motor Hemi viam com um scoop no capô, pronto para sugar ar fresco para a gigantesca unidade de força ao toque de um botão no painel.

Esta carroceria duraria até o ano de 1974, mas 1971 marcaria o último ano dos 426 Hemi. Tudo indica que a Chrysler preferia ver sua obra prima ser aposentada no auge, ao vê-la ser estrangulada pelas leis de emissões do ano seguinte.

Gosto dessas datas redondas e já planejava escrever algo sobre os modelos que completam 40 este ano. O empurrão definitivo veio enquanto eu navegava pelo Carros Antigos, do mestre Nik, e me deparei com esta belíssima história acima, de um Professor aposentado que tem o mesmo Dodge Charger 1971 desde zero km.

Por uma coincidência cósmica, acabei de ver no Facebook que o Wellborn MuscleCar Museum, no Alabama, celebrará a data com um encontro nos dias 14 e 15 de outubro próximos. Proprietários de Chargers 1971 terão preferência, mas modelos de outros anos e Mopars no geral, também são bem vindos.

7 comentários Adicione o seu

  1. Jander disse:

    Legal sou o primeiro a postar, cara os modelos do charger vão ficando mais bonitos com o passar dos anos apesar de gostar mais dos modelos 78,79,os modelos a partir de 1970 tambem são muito bacanas pena que o charger atual não lembra muito os modelos antigos, sei que tem um charger desses aqui no brasil todo original porem com um motor big block que tambem e utilizado para provas de arrancada,parabens pela postagem Daniel.

    1. Valeu Jander, obrigado pela visita. Minha geração favorita é o Mk.II, de 1968 a 1970, em especial, o modelo 1968.

  2. Mateus Luiz disse:

    Nossa Daniel, assim você acaba comigo, sou fã de mais de dodge Charger, principalmente o lindo R/T, de 69, e sobre os quarentões, do ano passado, foi assim que conheci seu blog, uma pesquisa no google sobre o Chevrolet Monte Carlo 1970, eu vi o blog e parecia interessante, dai saí da imagem e fui ao começo do seu blog e me apeixonei pelo blog. E tenho uma noticia horrivel sobre mim, eu torci o pé e romnpeu os ligamentos do tendão de aquires, não consigo nem sair do lugar, minha mãe vai alugar muletas para mim. E que tipo de alterações no motor do Jerê você pretende fazer?posso dar um conselho? sei que funciona no 6 cc, mas no 4 não tenho certeza, fica bom colocar um carburador webber 50 no motor e um coletor 6X2, mas eu vi na revista Opala & Cia falando sobre encrementar um Opala 78 6cc

    1. Mateus,

      Eu notei, fazendo pesquisas, que as imagens aqui costumam aparecer no Google Images e muita gente acaba conhecendo o site assim. Falando nisso, logo mais, haverá mudanças visuais, aguarde.

      Que chato sobre sua lesão, estimo suas melhoras. Já tive estiramento no tendão lateral jogando basquete. No meu caso foi só repouso e anti-inflamatório. Errei ao não fazer fisioterapia depois, o que acabou virando uma tendinite que carrego até hoje. Então se cuida rapaz.

      O meu motor é 4cc, quero só deixar ele redondinho e colocar peças novas. Se for mexer, só bem mais pra frente. tem coisas mais importantes na fila de prioridades.

      Abs.

  3. Jander disse:

    Escrevi errado no comentario anterior os modelos do charger que eu mais gosto são os 68 e 69.

  4. Mateus Luiz disse:

    O meu foi assim também Daniel, jogando basquete.Mas tenho uma duvida; olha ai o site: http://www.hotrod.com.br/site/ qual é o carro do vídeo “isso é que é Burnout”?
    inicialmente achei que fosse um Opala 4p, mas depois vendo o vídeo mais que uma vez percebi que o carro tinha forais escamoteáveis, e peço sua experiencia em carros antigos para identifica-lo.

    1. É australiano. Um Holden Premier 1968 ou 69. Não dá pra ver direito, tem muuuuita fumaça! rs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s