Os Subestimados

on

Nos últimos 10 anos os Muscle cars ganharam popularidade e projeção mundial, graças a filmes, internet e, claro, seu carisma natural. Mas, durante os anos 60 e começo dos anos 70 muita coisa interessante saiu das fábricas de Detroit, mas nem todos modelos ganharam a fama ou reconhecimento que merecem. Portanto, resolvi elencar cinco Muscle Cars subestimados ou não tão celebrados como os “carne de vaca” Chargers, Chevelles e Mustangs. Digam o que vocês acham e digam quais são os de vocês.

5º Lugar: AMC Javelin 1970.

Vindo de uma fabrica com ideias bem progressistas, o Javelin era a proposta da American Motors para a segmento de Poney Cars, que tinham como seus maiores expoentes o Ford Mustang e o Chevrolet Camaro. Com um visual atraente e motorização decente, talvez fosse o mais equilibrado em termos de dirigibilidade da sua categoria. Prova disso foram as conquistas nas pistas na categoria Trans Am.

4º Lugar: Buick GSX 1970.

Conhecida por fabricar carros que pouco empolgavam, pelo menos aos mais jovens, a Buick quis mudar essa imagem para abocanhar a fatia no crescente mercado de Muscle Cars. Para tanto, em 1970, a subsidiária radicalizou no visual e motorização, ofercendo o GSX. Em baixo do capô, o enorme V8 de 455 cilindradas cúbicas (7.4L). Esta era a maior unidade de força entre todas as subsidiárias da GM, sendo comparado, em termos de performance, aos Hemi da Chrysler, graças aos seu monstruoso torque de  510lb-ft a 2800 rpm.

3º Lugar Ford Fairlane 500 1966.

Quando se fala de Muscle Cars e Ford, o senso comum nos leva a pensar no Mustang. Mas a fábrica de Dearborn, Detroit, teve em seu hall das concessionárias alguns modelos interessantíssimos e, também, pouco lembrados. O Fairlane era a resposta da Ford para o fenômeno dos Muscle Cars. O mais quente era o 500 foram uma edição limitada de 60 unidades, equipadas com o V8 de 427 cilindradas cúbicas (7.0L) e 425 hp.

2º Lugar Pontiac Catalina 1962 Super Duty 421.

Diversas publicações creditam o Pontiac Tempest GTO 1964 com primeiro Muscle Car. Dois anos antes, a própria Pontiac, já oferecia um modelo com “excesso de potência”. O Catalina com o V8 421 cubic inches (6.8L) e 405 hp foi fruto das novas regras da NHRA (entidade que regulamenta as provas de arrancada) que, a partir daquele ano, passou exigir que os motores que participavam da competição também fossem oferecidos ao público. Ao todo, 180 Catalinas foram fabricados em 1962.

1º Lugar Dodge Polara Ram Charger Stage III Max Wedge.

Para 1962 a Chrysler oferecia o pacote Max Wedge para homologar sua participação nas provas de arrancada comissionadas pela NHRA. Isso significava um motor V8 de 426 cilindradas cúbicas de 415 a 425 hp, dependendo da taxa de compressão. Por fora, nenhum detalhe como faixas, spoilers ou qualquer acessório esportivo denunciava a verdadeira natureza desses Mopar.

10 comentários Adicione o seu

  1. Nik disse:

    O Ford é superestimado, os outros realmente são escolhas que nao passa pela idéia dos compradores desses autos. Vou tê indicar um livro sobre muscle que traz series raras, desconhecidas, de vários carros que, por sorte, acaso, capricho ou tudo isso saíram de fabrica com algumas coisas que os tornam muscle fora de serie. Raros e desconhecidos, só chegam a nos através de livros. Abraço!

    1. Opa Nik, muito obrigado! Fico no aguardo então,
      Abs!

  2. Jander disse:

    O Javelin e o Buick gsx são muito bacanas o estilo de ambos os carros e bem interessantes, o Pontiac Catalina parece uma mistura de chevrolet impala com ford falcon porem ele parece muito com alguns modelos antigos do gto e esse modelo de dodge polara eu não conhecia mas gostei do estilo anos 60 combinados com um motor bem potente todos os carros são muito bacanas parabens pela postagem Daniel, Abraço.

  3. Olá Jander!

    A semelhança do Catalina com o Impala é porque era comum a GM compartilhar o mesmo “corpo” de carroceria com suas subsidiárias. Ficava a cargo de cada uma delas mudar a frente e a traseira, de acordo com a linguagem de estilo de cada uma.

    Esse Dodge também compartilhava o seu “E-Body” com os Plymouths dessa época. Ambas subsidiárias desfrutavam da opção Max Wedge para os seus carros entre 62 e 64.

    Obrigado e abs!

  4. Mateus Luiz disse:

    Nossa, cada carro antigo lindo que existe… se tivesse que escolher apenas um para poder ter seria um sacrificio, meu sonho é ser colecionador dessas maquinas, na minha opinião, esse é o melhor blog automotivo, quando fala da era do ouro, não da era do plastico (onde substitui metal por plastico em partes do carro como para-choque) e o AMC Javelin sempre gostei, e sobre o Dodge Polara também não conhecia esse modelo, apenas o pequeno. Parabéns pelo post Daniel, cada vez me facino mais lendo esse blog. Pra mim Daniel, você tinha que lançar uma revista falnado sobre historias de autos antigos, e eu claro seria assinate (:
    Abraços Daniel, e olha ai, fiz um Opala de cartolina,mas o modelo 1980 eu atendi a sua dica, mas papelão eu estava tendo difículdade para dobrar peças mais arredondadas, olha ai o resultado:
    http://mateusdesigns.blogspot.com/2011/07/opala-1980-6cc.html

    1. Obrigado pelos elogios Mateus,
      Mas existem outros espaços muito mais completos que esse. No carrosantigos.wordpress.com, por exemplo, garanto que você vai se entreter por muito tempo. Ainda tem o Antigos Verde Amarelo, AUTOentusiastas, enfim, o que não faltam são ótimas opções pela net.

      Estão ficando muito legais seus carros. O importante é você ir tentando novos materiais até encontrar um que se adapte melhor à suas habilidade. Continue praticando!

      Grande abraço!

  5. Jander disse:

    Ai Daniel voce ja fez um post sobre o filme christine o carro assassino 1983 e sobre o filme duel 1971 e eu ja falei sobre o filme a aparição 1986 pesquisando mais lembrei de outros tres filmes parecidos o filme the car 1977,cadilac preto 2003 e por ultimo o filme rodas da morte 1990 este ultimo tem um dodge charger provavelmente 1973 com a grade amassada os tres filmes são parecidos por envolverem carros cujo os motoristas quase não aparecem nos filmes a semelhança tambem esta no final de cada um dos filmespraticamente a mesma ideia de final se ja conhece os filmes ja sabe o que eu quis dizer valeu e grande abraço.

    1. Olá Jander,

      Esses filmes, são películas de projeção menor e, se não me engano, lançados direto pra TV. Christine e Duel são filmes de grandes diretores (John Carpenter e Steven Spielberg, respectivamente) e com histórias interessantes. Já o The Car e o Rodas da Morte, apesar de ter carros como personagens principais, são filmes que copiam ou seguem a mesma toada dos que você citou em primeiro lugar (e são ruim pacas! rs)

      Grande abraço e obrigado pela visita!

  6. Paullo disse:

    Esses carros da AMC eram bastante interessantes alem de lindos com essa caida bem fastback na traseira, pena que 10 anos mais tarde se pareceriam com VW Passat´s brasileiro…O Buick GSX apesar do design bem simples tambem comsegue cativar bastante nessa cor amarela entao ficou melhor ainda…

    1. Paullo,

      Os AMC do final da década de 60 são muito belos e vencedores nas pistas.
      Esse Buick é um dos meus favoritos, tenho um… Em escala 1:18.

      Abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s