Os Jovens Quarentões

em

Costumamos associar, gêneros musicais, moda, valores e até carros a determinada década. Esses grupos de 10 anos são ligados a acontecimentos históricos, econômicos ou comportamentos de uma geração que, na verdade, não aparecem ou desaparecem só porque o ano que está pra começar, termina com o algarismo zero.

A década de 70 é o melhor exemplo nesse tipo de associação que costumamos fazer e, para os Muscle Cars, pode-se dizer que 1970 foi o auge e um ano do começo do fim. As mudanças não só viriam para esse nicho de mercado, mas também para todo o mercado americano.

Enquanto estrelas do rock da música como Jimi Hendrix e Janis Joplin deixavam de existir para se tornar ídolos eternos, o mesmo aconteceria com alguns modelos que foram lançados naquele ano, que povoam o imaginário de novas gerações até hoje, assim como os iconoclastas da música. Abaixo, os quarentões com o espírito mais jovial que a indústria automobilística yankee já viu.

Chevrolet Chevelle SS 1970

O Chevelle já era um grande conhecido, mas foi só em 1970 que recebeu o monstruoso V8 de 7.4 litros e 450 hp na versão Ls6. Graças a maior potência declarada entre todos os seus, frequentemente é chamado pela imprensa especializada de “rei” dos Muscle Cars.

Dodge Charger 1970

O Dodge Charger diria adeus a carroceria que havia o tornado um símbolo de força bruta e ícone do cinema em 1970. O B-Body com linhas mais agressivas, que havia estreado em 1968, daria lugar a uma nova carroceria, de linhas mais conservadoras. Hoje, a segunda geração do Charger é a mais valorizada, com status de cult e clássico.

Dodge Challenger R/T 1970

O últimos dos pony-cars fez sua estreia em 1970 e teve vida curta, apenas quatro anos. Na época deu um enorme prejuízo a Chrysler, hoje em dia é mais um clássico desejado mundialmente, assim como seu primo a seguir.

Plymouth Barracuda 1970

O Barracuda reestreava com uma nova carroceria, compartilhada com o seu primo estreante Dodge Challenger. A Chrysler certificou-se que o E-Body (nome da carroceria) fosse larga o bastante para acomodar os enormes V8 426 Hemi de 7.0 litros. Os ‘Cudas, assim como o Challenger, padeceram economicamente, com vendas abaixo do esperado, mas nem por isso deixaram de desfrutar de grande prestígio atualmente.

Buick GSX 1970

A Buick não era exatamente conhecida pela performance de seus modelos, mas sim pelo Luxo. Em 1970 esse conceito mudou um pouco quando os pacatos Skylarks passaram a receber a designação GS e GSX. Com números de produção baixos como os de 1/4 de milha, tornaram esse “ponto fora da curva” um clássico da marca.

Chevrolet Monte Carlo 1970

Um modelo pouco conhecido, pelo menos pela cavalaria, é o Monte Carlo. É até engraçado um carro com o capô de dimensões quase do tamanho do principado levar esse nome. Na época, todos os carros da Chevrolet começavam com a letra “C”, e se estudava o nome Concours para o Monte Carlo, mas acabou vingando. O que pouca gente sabe, é que alguns poucos Monte Carlos, em 1970 recebeu o V8 454 de 7.4 litros.

 

Anúncios

11 comentários Adicione o seu

  1. Alexandre Zamariolli disse:

    São todos lindos, mas esse Monte Carlo é simplesmente MARAVILHOSO.

    1. Concordo, é quase um Opalão sem os piscas bi-partidos… rs

      Abs.

  2. Alberto Antunes disse:

    Daniel
    gosto do Monte Carlo, já tive a oportunidade de ver alguns ao vivo….. lembrei daquele filme ‘dia de treinamento’.

    1. Pois é, ele já fez algumas aparições cinematográficas. O 1971 apareceu no Velozes e Furiosos – Desafio em Tóquio. O moleque caipira tinha um usadão com a mecãnica novinha e, numa corrida estranha, dá um calor num Viper. Pena que tem um fim trágico, mas para o filme foram feitos mais de um, todos idênticos.

      O do filme Dia de Treinamento é um Monte Carlo de 3a geração, já bem menor no tamanho e nos motores, mas ainda todos V8.

  3. Gian disse:

    Legal o vídeo do Monte Carlo, ele lembra um Opala sim…..Falando nisso, e o Jeremias como vai ?

    1. O Jeremias precisa de reparos e, pra ser sincero, não sei bem o que fazer, pelo menos a curto prazo. Vou deixá-lo quietinho lá na garagem até decidir (leia-se $$$) o que irei fazer com ele.

      Valeu Gian, obrigado por perguntar.

  4. Antonio Carlos disse:

    Ola amigo,gostaria de saber como e omde alivio o virabrequin do opala 4cc obrigado.

  5. Alvim disse:

    Oi gostaria de saber se vc esta vendendo um monte carlo e qual o valor dele e se vc aceita troca.

    meu e-mail é alvim_silva@hotmail.com

    1. Quem dera meu caro, quem dera.

  6. Fernando disse:

    Quantos monte carlo ss dos modelos 1970,1971 e 1972 exintem no brasil???

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s