Dodge Polara 1969 CHP

Dodge Polara 1969 CHP: Um Muscle Car de farda.

No post A Verdade Sobre os Carros de Polícia conversamos um pouco sobre as modificações mecânicas feitas nos carros de polícia americanos e ainda perguntei sobre se algo do gênero era feito por aqui.

Opcionais: Espingarda Calibre 12?

Ao que parece, as viaturas nacionais recebem apenas modificações funcionais como placas de isolamento do banco traseiro, griroflex, rádio e afins. Não há qualquer diferenciação mecânica e os modelos vem com suspensão e motor idênticos ao do público em geral.

Insuspeito: Muitos Muscle Cars badalados tomariam canseira desse Polara.

Nos Estados Unidos, ainda nos anos 50, a Ford foi pioneira em oferecer um “Pacote Policial” (Police Package) para as viaturas. Desde então, é comum as montadoras oferecerem tais pacotes para garantir um contrato com as corporações, bem como promover os modelos em questão.

No final dos anos 60, motores V8 de grande cilindrada eram oferecidos ao público e a polícia precisava garantir que não ficaria atrás nas estradas. Um modelo em particular é lembrado até hoje como um dos carro de polícia mais rápidos já produzidos na América, o Dodge Polara 1969 que serviu a Polícia Rodoviária da California (California Highway Patrol) ou apenas CHP. (Sim, a mesma do clássico seriado CHiPs)

Coragem: 236 Km/h em pneus diagonais.

Olhando por fora, parece ser um carro de polícia qualquer da época. E era, pelo menos na aparência. Os departamentos do polícia pediam o modelo mais básico em termos de acabamento.

Volante em Madeira apenas no Polara CHP.

O Polara era um sedan enorme, pintado de branco e preto, sem qualquer indicativo de que sua performance era acima da média.

Talvez este fosse o seu maior trunfo. Embaixo do capô, o V8 de 440 cilindradas cúbicas. Seus 375 hp permitiam que ele chegasse aos 100 km/h em 6.3 segundos e completasse o 1/4 de milha em 14.3 segundos. Velocidade máxima? Incríveis 236 km/h!

A CHP pediu carros com suspensão e dirigibilidade que iam além do que era oferecido para o Polara de Polícia ‘comum’. Funcionava mais ou menos como o COPO (Central Office Production Order) da Chevrolet.

V8 440: São 7.2 Litros e dois carburadores de corpo duplo.

A Dodge produziu apenas 1.564 Polaras 1969 para a CHP, números que fariam qualquer Muscle Car com esses números – tanto de produção como de performance – custarem os rins do sistema circulatório.

Mas como se trata de um ‘simples’ Polara, foram sucateados e as peças comercializadas a preço de banana. É o que conta Ron Hurwitz, que restaurou uma dessas jóias raras.

Foram precisos 25 anos e um Chevrolet Caprice 1994 com motor de Corvette para que um sedan 4 portas batesse os números do Dodge Polara fossem batidos. O Caprice atingiu a final de 239 km/h. Ainda assim, o Polara é um dos carros de polícia mais lembrado entre os fãs desse tipo de veículo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s