Sujos e Loucos

No fim da década de 60, começo de 70, um gênero de filme fazia sucesso com o público americano, eram chamados de ‘Road Movies’. Essas fitas, normalmente envolviam personagens anti-heróis a bordo de um V8, fugindo da polícia e cruzando pelos Estados Unidos. Assim como Corrida Contra o Destino (Vanishing Point, 1971), Fuga Alucinada (Dirty Mary, Crazy Larry, 1974) tinha todos os elementos que fazem um fã de Muscle Car sorrir.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A história gira em torno de  Peter Fonda, Susan George, Adam Roarke e o vilão Vic Morrow. Os personagens de Fonda e Roarke, aspirantes a piloto e mecânico, respectivamente, decidem extorquir  o dono de um supermercado para conseguir a grana necessária para catapultar suas carreiras no mundo da velocidade. Na fuga, Susan George os convence a levá-la junto. À partir daí, começa a uma perseguição que dura todo o filme.

Em um primeiro momento, os personagens estão à bordo de um Impala 1966 4 portas SS, equipado com o mais poderoso V8 disponível de fábrica, o 427 cu in de 7 L. Apesar do visual mais discreto, o enorme sedan da Chevrolet atua em diversas cenas de ação. Em um tempo onde a Computação Gráfica ficava no imaginário dos fãs da série Star Trek, o Impala vôa sobre uma ponte, uma cena inimaginável para os padrões atuais de filmagem (para o azar dos mais jovens). Ao ver as cenas, é difícil não se impressionar com o trabalho dos Dublês. Fazer o que eles fizeram com essas barcas os tornam, pelo menos pra mim, verdadeiros heróis.

Para despistar seus perseguidores, os personagens fazem uma troca de carros. Em uma fazenda um Dodge Charger R/T 1969 os aguardava para fazer companhia pelo resto do filme. Na verdade foram usados 3 Chargers, dois 1969 e um 1968. Entre outras diferenças entre esses dois anos, está a grade bi-partida do 1969 e a inteiriça no 1968, que podem ser em diferentes cenas. Um dos 1969 foi completamente destruído nas filmagens, o 1968 ficou inutilizado e o outro 69 restante foi vendido para um membro da equipe do filme. Este, só durou mais alguns anos, pois foi destruído num acidente de trânsito no final daquela década.

5 comentários Adicione o seu

  1. grapiglia disse:

    Cara!!!!,comecei a acompanhar agora o blog e to gostando mto mew!eu tenho 14 anos mas so apaixonado por carros assim!e só comentei nessa postagem porq o dodge charger 69 é meu carro preferido (:

    1. Valeu, obrigado pela visita.

      O meu favorito é o 68.

      Abs.

  2. Mário Buzian disse:

    Eu assistia esse filme nas madrugadas do Corujão da Globo nos anos 80, e delirava com as perseguições…Um grande amigo nosso arrumou o VHS americano original e daí inúmeras cópias foram feitas para os mais chegados, enfim…
    A paulada que o Fonda dá com o Charger 69 na picape no meio dos laranjais é de arrepiar !!!
    Esse filme me impressiona até hoje…
    Valeu pelo post, Daniel !!!
    Forte abraço da Turma do Sul !!

    1. Eu ouvia meu pai falar sobre esse filme. Ele teve a sorte de assistir nos cinemas! Só pude ver o filme completo na Fox uns 14 anos atrás e é realmente impressionante. Realmente, a cena da picape, muito bem lembrada por você, é de arrepiar. Gosto tambem do carro de polícia (acho que um Polara) com o Motor 440! O dialogo dos policias é o melhor: “Velocidade Máxima? Ilimitada!”

      Abs!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s